PSD2: entrámos na banca do futuro?

PSD2: entrámos na banca do futuro?

Chama-se PSD2 (Payment Services Directive) e promete revolucionar o sistema de pagamentos no espaço europeu já a partir de setembro de 2019. É mais um passo na direção da banca do futuro num sistema financeiro em mudança, encadeado com o ecossistema das fintech.

 

Afinal de contas, o que é a PSD2?

Criar um mercado único que seja seguro, inovador e concorrencial para os serviços de pagamento na União Europeia é o objetivo desta diretiva que deu os primeiros passos em 2007. De lá para cá cresceu o e-commerce e a inovação financeira ancorada nas TIC, que têm feito brotar modelos de negócio alternativos e amplificado a utilização de métodos de pagamento alternativos.

A PSD2 vem responder a estas mudanças, integrar novas empresas, enquadrar novos e emergentes meios de pagamento na regulação e clarificar o uso dos métodos de pagamentos emergentes. A diretiva pretende também uniformizar e melhorar a eficiência dos pagamentos, harmonizar preços e reduzir custos no espaço comunitário.

As fintech e outras empresas tecnológicas passam a poder intervir no sistema de pagamentos e a realizar operações que até agora só podiam ser efetuadas por bancos. Desde que autorizadas, algumas plataformas digitais poderão iniciar serviços de pagamento, realizar transferências, analisar e propor aplicações financeiras aos seus clientes. Tudo isto mantendo o seu dinheiro em contas nos (ditos) bancos tradicionais.

 

PSD2: Que oportunidades e desafios?

Estas mudanças vêm trazer inovação ao paradigma tradicional financeiro ao permitirem que os seus clientes possam delegar em outras entidades a gestão das suas finanças e operações que atualmente lhe estão reservadas, gerando assim alterações significativas na cadeia de valor do sistema de pagamentos e na utilização de informações sobre contas bancárias.

Desde logo, os bancos passam a concorrer não só entre si mas também com todas as outras entidades autorizadas a fornecer serviços de inicialização de pagamentos (PISP – Payment Initiation Service Provider) e/ou de agregação de informação financeira (AISP – Account Information Service Provider). Além disso, terão de disponibilizar informações sobre contas bancárias a essas entidades, construindo e facultando para o efeito uma plataforma API – Account Payment Information, em ambiente open banking.

Estes desafios serão também oportunidades para prestar serviços inovadores e que acrescentam valor, como é o caso do BiG Total Banking, um serviço gratuito baseado na abordagem open banking que permite a visualização integrada de várias contas bancárias, em diferentes bancos, numa única plataforma. O utilizador passa a ter uma perspetiva global da sua vida financeira, designadamente visualizar saldos, o montante total de depósitos e o valor agregado da sua carteira de investimentos, por banco e por ativo, e a poder tomar decisões financeiras mais informadas graças a este tipo de ferramentas.

 

PSD2: Mais valor acrescentado para os consumidores

A PSD2 chega para proporcionar aos utilizadores finais diversos benefícios, nomeadamente:

  • Rapidez e comodidade
    Os pagamentos on-line demorarão apenas alguns segundos a serem creditados na conta do fornecedor e não precisa sair do sítio em que está a fazer compras, realizar transferências ou utilizar cartões de crédito ou débito.

  • Liberdade de escolha e redução de custos
    Quer por via da concorrência, com a introdução de novos players, quer através da criação de novos métodos de pagamento como impressão digital, comando de voz ou aproximação do telemóvel.

  • Segurança
    Pela utilização de métodos de autenticação mais fiáveis e exigentes a que a PSD2 obriga, sobretudo em relação ao IBAN ou aos cartões de crédito, e também pela certificação obrigatória dos prestadores de serviços de pagamento, o que contribui para minimizar o risco de fraude.

  • Simplificação e organização
    A informação de cada cliente pode ser agregada numa única aplicação, oferecendo-lhe uma visão global da sua situação financeira.

O BiG pode ajudá-lo

Receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades do BiG e receba periodicamente os nossos conteúdos.