O que deve saber antes de investir em ações

O que deve saber antes de investir em ações

Ter conhecimento, ainda que elementar, sobre o mercado acionista, quer invista ou não neste tipo de ativo, é importante na medida em que a sua dinâmica afecta (de alguma forma) a sua vida financeira.

 

Antes de mais: o que é o mercado acionista?

Embora a expressão se utilize normalmente no singular, o “mercado acionista” diz respeito a mais do que um mercado, como veremos adiante. Este é o “local” onde os investidores se encontram para comprar e vender ações (também conhecidas como shares, stocks ou equities). Estas negociações acontecem em vários locais, quer físicos quer virtuais, que são vulgarmente conhecidos como bolsas de valores, praças ou centros financeiros. Antigamente, existiam apenas mercados acionistas físicos – em Nova Iorque, Londres, Tóquio e Frankfurt –, mas hoje em dia quase tudo é feito eletronicamente. 

Assim, quando ouvimos expressões quotidianas como “a bolsa abriu em alta/baixa”, referimo-nos ao mercado como um todo e olhamos para o comportamento das ações que o compõem e que são replicadas no seu índice bolsista (Dow Jones, NASDAQ-100 DAX, FTSE 100 ou PSI20, entre outros). Os índices bolsistas, por sua vez, concentram numa só medida a evolução das cotações (preços) de um conjunto de títulos (ou ações).

 

Como funciona este mercado?

As bolsas de valores são o local onde o preço das ações é definido.

Quem quer comprar ou vender ações ao melhor preço disponível no mercado, pode fazê-lo através de um intermediário (papel desempenhado ou por um corretor de bolsa ou por um banco) desde que exista uma pessoa que queira assumir o outro lado do negócio. A isto chama-se a isto uma ordem ao mercado ou em jargão financeiro “Market Order”.

Existe também a ordem limite (ou no jargão financeiro “Limit Order”) para quem quer comprar ações e mostra-se disponível para pagar um determinado valor por acção, indicando também a quantidade que pretende comprar. Quando o preço estabelecido é inferior ao preço mais baixo que o melhor vendedor está disposto a receber, a ordem é inserida no “cofre” do título (do lado esquerdo da tabela abaixo indicada). O cofre é o sítio que vai acumulando as ordens limite inseridas pelos clientes. As ordens de compra são conhecidas como “bids” e as ordens de venda como “offers” ou “asks”. Traduzido para Português bid é simplesmente uma proposta de compra e oferta/ask uma proposta de venda. As quantidades associadas aos preços são simplesmente conhecidas como o bid e offer quantity.

 

Quando tanto os compradores como os vendedores concordam com o preço, o mercado faz uma correspondência entre ambos e é determinado o preço da ação. Significa isto que quando ouvimos na televisão, na rádio ou até mesmo em conversas com amigos falar-se do preço de uma ação, normalmente subentende-se o valor da última transação efetuada entre comprador e vendedor.

 

Que fatores afetam os preços?

O mercado acionista é uma das peças vitais do sistema económico mundial: por um lado, as empresas vendem ações para poderem crescer e ter acesso a mais capital; por outro, os investidores compram essas ações, ficando a deter parte dessas empresas e com a expectativa de poderem ganhar com a valorização da mesma – e/ou receber rendimento periódico sobre a forma de dividendos (distribuição de parte dos lucros pelos donos/acionistas da empresa).

Foquemo-nos agora no momento da transação. O preço pelo qual a ação de uma empresa é vendida/comprada é definido de acordo com o valor estimado da empresa, não sendo, de todo, fixo. Na realidade, vai flutuando diariamente e de acordo com uma grande variedade de fatores, entre os quais: 

  • Lei da oferta e da procura
    Como em qualquer bem transacionável, a relação entre a oferta e a procura de uma ação influencia o preço da mesma.

 

  • Notícias e Anúncio de resultados
    Se uma empresa estiver a receber cobertura mediática positiva, o seu valor pode subir. O cenário oposto, naturalmente, fará o preço das ações descer. Também desta forma, se os resultados trimestrais de uma empresa dececionarem as expectativas do mercado, é possível que a cotação dos seus títulos desça.

 

  • Anúncio de profit warnings
    Especialmente nos Estados Unidos, é comum que as empresas cotadas em bolsa, quando perspetivam que os resultados inicialmente previstos e enunciados aos acionistas podem não vir a ser cumpridos, emitam avisos sobre esse cenário.

 

  • Recomendações de casas de investimento
    Se forem positivas, podem fazer subir a cotação de uma empresa, e vice-versa.

 

  • Sentimento de mercado
    Expressão utilizada para descrever o que as pessoas sentem ou pensam sobre a forma como determinada empresa vai reagir ao longo do tempo. Os mercados podem sofrer perdas significativas quando existe pânico entre os investidores – quando um grupo de pessoas vê um problema, decide vender as suas ações e outros se seguem – e os preços podem cair significativamente. Este comportamento pode levar a um “crash”, em que o preço das ações cai vertiginosamente num curto período de tempo.

 

Como se faz dinheiro no mercado acionista?

Os investidores podem ganhar dinheiro através de dividendos (valor distribuído aos acionistas na sequência dos resultados obtidos, refletindo a parcela que a empresa decide não reservar ou investir no negócio), e/ou simplesmente negociando ações numa vertente mais orientada para o longo prazo (buy and hold), e/ou adotando um estilo de negociação mais ativa.

 

Em conclusão...

É provável que a sua vida financeira esteja ligada à performance dos mercados de ações em todo o mundo, mesmo que nunca tenha comprado ou vendido uma ação. Seja pela pensão que recebe ou por algum fundo de investimento que pode ter subscrito, ambos dependem em parte de ações que são vendidas e compradas numa bolsa de valores. Se já pensa investir neste mercado, saiba que com algum tempo e planeamento poderá encontrar neste ativo uma forma de rentabilizar o seu capital.

O BiG pode ajudá-lo

Receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades do BiG e receba periodicamente os nossos conteúdos.