Fundos de investimento: como fazer a escolha certa?

Fundos de investimento: como fazer a escolha certa?

Cada fundo de investimento aplica o seu capital num mix de ativos financeiros (ou reais) de acordo com uma determinada política de investimento, com um objetivo de retorno e um perfil de risco definidos. Para escolher os fundos de investimento que mais se adequam à sua estratégia de investimento não confie apenas na intuição. Siga também estas dicas.

Saiba o risco que está disposto a correr

O risco é uma das principais condicionantes de qualquer investimento. Os fundos de investimento apresentam diferentes níveis de risco – medidos numa escala de 1 a 7 – que representam um indicador da volatilidade no desempenho do fundo (em termos históricos) e variam consoante o tipo de ativos em que cada fundo investe. Por exemplo, um fundo composto maioritariamente por obrigações apresentará em média um risco inferior a outro composto por ações. Por isso conheça com detalhe os diferentes tipos de fundos disponíveis e o seu nível de tolerância às incertezas, tanto de perda como de crescimento, que podem afetar os seus investimentos.

Defina objetivos de rendibilidade e o horizonte temporal para o investimento

Uma vez definido o seu perfil de risco, deve concentrar-se na rendibilidade e no horizonte temporal que procura para o seu investimento. Tenha presente que os fundos de investimento visam geralmente o médio e longo prazo em termos de prazos de investimento. Se o seu horizonte temporal é inferior, os fundos de tesouraria poderão porventura ser uma boa opção.

Conheça a política de investimento do fundo

A política de investimento de fundos traduz a filosofia do fundo: missão, objetivos de investimento, alocação do investimento por classes de ativos com a identificação das respetivas características, processo de investimento, mercados e setores. Permitirá, por isso, que o gestor do fundo alcance o objetivo de rendibilidade previsto.

Explore as Informações Fundamentais aos Investidores (KIID)

Este documento é uma bússola imprescindível! Através do KIID, um prospeto simplificado que contém as características do fundo de investimento e lhe permite comparar os parâmetros essenciais dos diferentes fundos de investimento, terá acesso a uma fotografia completa do fundo que o ajudará a nortear a sua escolha. Além da política de investimentos poderá conhecer o nível de risco e outros tipos de risco associado, os encargos (custos e comissões) ou as rendibilidades históricas. Um autêntico bilhete de identidade.

Verifique a consistência das rendibilidades

Como evoluiu o retorno do fundo nos últimos cinco anos? Olhe para a rentabilidade histórica do fundo e o seu desempenho em relação ao benchmark (índice de referência) antes da tomada de decisão. Embora não indique com certeza rentabilidades futuras, a consistência nas rendibilidades pode ajudar a identificar se a política de investimento está alinhada e a conduzir o fundo para o seu objetivo de rendibilidade. Além disso, aproveite para explorar os rankings (e a posição) de rendibilidade desse fundo na categoria de fundos onde se insere. É um bom indicador para perceber se os retornos globais do fundo estão em sintonia com os seus objetivos de investimento.

Pondere custos e comissões

Os fundos de investimento podem apresentar comissões de subscrição, gestão, depósito, transação, resgate e desempenho que interferem diretamente na sua rendibilidade. É por isso que deve verificar todos os encargos no KIID para não ver frustradas as suas expectativas de retorno. Há comissões que estão diretamente ligadas ao desempenho do fundo (como a comissão de desempenho) e que lhe podem dar pistas sobre o potencial de valorização do mesmo.

Acompanhe os resultados enquanto diversifica a carteira

Conhece a máxima “não ponha os ovos todos no mesmo cesto”? Privilegie a diversificação no seu investimento em matéria de setor, região e/ou classe de ativos. Essa diversificação proporcionar-lhe-á uma maior probabilidade de obter uma rendibilidade global média positiva. Acompanhe a performance e evolução do capital e do retorno que é gerado.

O BiG pode ajudá-lo

Receba a nossa newsletter

Fique a par das últimas novidades do BiG e receba periodicamente os nossos conteúdos.